Sejam bem vindos ao Hotel Pais & Filhos.                                                                                                                                                                                                              Faça sua reserva pelo Whatsapp

Turistando

Conheça todos os monumentos religiosos de São João del Rei

Monumentos Religiosos

São João del-Rei é uma cidade predominantemente católica. Seus monumentos religiosos foram construídos há centenas de anos. São catedrais em estilo barroco, belamente ornamentadas. Independente da religião, são grandes construções com importantes obras de arte. Outras informações podem ser encontradas no site da Diocese de São João del-Rei.
capela-nossa-senhora-das-dores-são-joao-del-rei
Capela de Nossa Senhora das Dores

Inaugurada em 1918, a Capela de Nossa Senhora das Dores pertence a Santa Casa de Misericórdia e é a única construção em estilo neo-gótico da cidade. A fachada finamente ornamentada apresenta pórtico central com postigos no primeiro e segundo andar e torre sineira marcada pela intensa verticalidade de sua cúpula.

Igreja Nossa Senhora das Mercês

A igreja substitui a primitiva capela erguida antes de 1751 em devoção a Nossa Senhora das Mercês. Reformada em 1853, a atual fachada surpreende pela torre lateral ligada ao corpo da igreja por um estreito corredor. Além de interessantes santos de roca – São Pedro Nolasco e São Raimundo Nonato -, o altar-mor possui belíssima imagem da padroeira, que exerce grande carisma aos são-joanenses e atrai uma multidão de devotos por ocasião de sua festa.

igreja-nossa-senhora-do-carmo-são-joao-del-rei
Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Erguida na fase áurea do rococó, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo traz inovações do estilo: a portada ricamente elaborada por elementos escultóricos e as torres octogonais ligeiramente recuadas do plano da fachada.

O interior apresenta obra de talha de magnífica execução, mas sem o douramento comum às igrejas coloniais mineiras. No consistório há um conjunto de mesa com oito pés e cadeiras de alto espaldar em jacarandá, típico do período setecentista, atribuído ao artista Manuel Rodrigues Coelho, que realizou a capela-mor, os púlpitos e o medalhão do arco cruzeiro.

Um bonito portão de ferro forjado emoldura a entrada do cemitério próximo à igreja.

igreja-nossa-senhora-do-rosario-são-joao-del-rei
Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Considerada a mais antiga da cidade, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário foi construída pela Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos. No ano de 1753 passou a apresentar o atual pórtico com elementos decorativos e a elegante porta almofadada. Em 1936 a fachada foi adaptada para abrigar as duas torres. O interior é bastante simples. No altar-mor, há uma bonita imagem de Nossa Senhora do Rosário.

Igreja de São Francisco de Assis

Um dos mais belos templos coloniais de Minas Gerais, a Igreja de São Francisco de Assis teve a construção iniciada em 1774, e, a autoria do projeto é um dúvida, que envolve dois grandes artistas da época: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e Francisco de Lima Cerqueira. A igreja é dotada de um adro delimitado por um muro de mármore branco vindos de Portugal, com parapeito de pedra azul, até determinado ponto, e daí em diante por muro e parapeitos de cimento. Um portão largo de ferro, ladeado de gradil de ferro, fecha o adro na parte inferior da frente; lateralmente existem dois portões menores. É um dos principais monumentos religiosos de São João del-Rei.

Matriz de Nossa Senhora do Pilar

A Igreja de Nossa Senhora do Pilar foi construída em 1721 por iniciativa da Irmandade do Santíssimo Sacramento em substituição a uma antiga capela, incendiada durante a Guerra dos Emboabas. No início do século XIX, a irmandade decidiu ampliar a igreja. Demoliu o frontispício original e reconstruiu-o em estilo neoclássico a partir do risco feito por Manoel Victor de Jesus.

Os altares laterais da igreja possuem lâmpadas de prata suspensas; uma delas doada pelo poeta e inconfidente Inácio José de Alvarenga Peixoto, em 1778. No ano de 1960 a igreja foi elevada a catedral, e em 1965 recebeu o título de basílica, passando a se chamar Igreja Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar. É um dos monumentos religiosos mais ornamentados de Minas Gerais.

Fontes: Guia del Rei